29 de abr de 2014

Dieta da Berinjela

Os benefícios da berinjela

Entenda como ela pode evitar futuros problemas para o coração
Por Redação Papo Feminino
 
 
O apetite de muita gente não se anima tanto ao ouvir falar em berinjela. Há também os que sequer se disponham a experimentá-la, seja assada, recheada, frita, cozida, na pizza, na lasanha…enfim, a variedade de formas com que pode ser preparada é imensa!  Para seus opositores, saber que ela traz benefícios ao coração pode ser um bom argumento para que mudem de opinião. Já os que gostam, agora irão curtir duplamente o seu sabor, agradando tanto ao paladar como ao sistema circulatório.

O poder da berinjela
Foto: Thinkstock/Getty Images

 Inimiga do colesterol
Para quem se preocupa com os efeitos da idade, os radicais livres são um pesadelo, mas a atuação negativa deles não se restringe só à parte estética: “Radicais livres são moléculas destrutivas, que podem causar extensos prejuízos ao corpo, levando ao aparecimento de doenças como: câncer (causado por dano ao DNA), alterações degenerativas (artrite e artrose, por exemplo), envelhecimento precoce da pele e desgaste de artérias (arteriosclerose), dentre outras patologias”, esclarece a nutróloga Tamara Mazaracki. A partir daí, fica claro que os radicais livres não fazem mal apenas para a pele como também prejudicam o trabalho das artérias.

Porém, é preciso lembrar que a produção de radicais livres é um efeito irreversível do organismo: 

“Eles são produzidos pelo nosso metabolismo normal, são um subproduto da atividade das células e da oxidação de gorduras, os chamados fatores internos. Já a fumaça do cigarro, monóxido de carbono do escapamento de carros, estresse, exercício intenso e exposição solar excessiva são os fatores externos”, alerta Tamara.

Ou seja, os radicais livres são responsáveis por um processo semelhante a uma ferrugem que se dá no corpo, inclusive nas verias e artérias. E como a berinjela pode ajudar a retardar essa degradação natural do organismo? Acontece que o legume é considerado um antioxidante. Sua coloração arroxeada é resultante das antocianinas, pigmentos naturais da família dos flavonoides. A nasunina e a delfinidina, mais especificamente, são as antocianinas presentes na berinjela e têm o poder de reduzir a hipercolesterolemia, que é o excesso de colesterol no sangue (especialmente o LDL, o colesterol ruim).

Contra-ataque
“Na última década, os fitoquímicos (compostos bioativos presentes nas frutas e vegetais) vêm sendo largamente estudados pela sua ação protetora e antioxidante. Diferentes estudos mostram a relação inversa entre o consumo de uma alimentação rica em frutas e vegetais e a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Dentre os vários fitoquímicos, a antocianina, pigmento responsável pela coloração preta, vermelha ou azulada de diversos alimentos, presente na casca da berinjela, vem sendo associada à redução da oxidação do LDL, à prevenção da agregação plaquetária, do câncer e de infecções do trato urinário”, como diz a nutricionista Luana Vasconcelos.

A mesma opinião é compartilhada pela também nutricionista Greice Caroline Baggio: “A exposição a radicais livres é diária, independentemente de quanto saudável por o estilo de vida. O organismo, em situação normal, produz condições específicas para proteção contra danos às células causadas por radicais livres, pois captam e neutralizam seu excesso. Antioxidantes são substâncias capazes de liberar um elétron para um radical livre, o que neutraliza este radical. Nosso organismo possui a capacidade de produzir seus próprios antioxidantes, entretanto, não são todos os antioxidantes necessários que ele irá produzir. Então, grande parte deve provir da alimentação, de alimentos antioxidantes e anti-inflamatórios”.

Portanto, use a berinjela para responder na mesma moeda aos radicais livres e permita ao seu coração anos a mais batendo firme e forte!

Digestão e coração
A berinjela ainda é um alimento com uma ótima quantidade de fibras na sua composição – em cada 100g do legume, encontram-se 2,9g de fibras alimentares. Tais propriedades fibrosas são mais conhecidas por facilitarem o processo de digestão, principalmente para quem tem constantes problemas de prisão de ventre. Porém, nesse caso, elas também se tornam importantes aliadas no controle do colesterol no sangue. A explicação: as fibras da berinjela se prendem ao colesterol presente no sistema digestivo e o arrastam para fora junto com as fezes. Mas, vale o lembrete: como tratam-se de fibras do tipo solúvel, é importante tomar um pouco mais de água quando a berinjela estiver no cardápio do dia.

Suco polêmico
O suco de berinjela com laranja foi alvo de um estudo realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e publicado pela revista Arquivos Brasileiros de Cardiologia, em 1998. 

Segundo os pesquisadores, a bebida reduziu em cerca de 30% o colesterol em coelhos. Outro estudo, feito em humanos, pelo Instituto do Coração (Incor), analisou 19 voluntários que, ao longo de 3 semanas, tomaram o suco de berinjela com laranja e mantiveram os mesmos hábitos alimentares de antes. 

Nesse caso, não houve redução nos níveis de colesterol no sangue com a utilização da bebida. De qualquer forma, o fato de que o suco é muito nutritivo é consenso entre todos.
{Fonte e imagem papofeminino.uol.com.br}

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares da Semana

AVISO IMPORTANTE!!! Muitas fotos são retiradas da Internet, se você detém algum direito autoral sobre alguma foto ou material postado aqui, entre em contato comigo,
eu o removerei ou colocarei os devidos créditos. Obrigada!!!!