16 de jan de 2012

10 mandamentos da dieta da evolução

Conheça os 10 mandamentos da dieta da evolução que se baseia na alimentação seguida na pré-história

Atualizado em 11/11/2011
Reportagem: Rosana F. F. e Andréa Soares - Edição: MdeMulher
Conteúdo do site MÁXIMA

A dieta da evolução se baseia na alimentação dos homens da Idade da Pedra
Foto: Dreamstime
Você já parou para pensar que as pessoas da Idade da Pedra eram enxutas e musculosas? O segredo, segundo Arthur de Vany, autor do livro "A Nova Dieta da Evolução", era a dieta escassa seguida na época. Açúcar e farinha estavam fora da alimentação. Baseado nessa ideia, ele criou a dieta da evolução. À base de água, carnes, vegetais e frutas, ela acelera o metabolismo, aumenta a saciedade e garante vitalidade.

10 mandamentos da dieta

1. Consuma algum item cru nas refeições diárias: pode ser uma salada ou um pedaço de fruta uma vez por dia.
2. Coma uma grande variedade de alimentos. Assim você consome uma gama mais extensa de nutrientes e também equilibra as toxinas ingeridas. Tudo o que comemos tem toxinas de uma forma ou de outra, até mesmo as comidas naturais. Ingerir uma boa diversidade de alimentos garante que você não consuma uma única toxina em excesso.
3. Alimente-se devagar e mastigue muitíssimo bem. Uma refeição deve durar, no mínimo, 40 minutos.
4. O ideal é não fazer várias refeições ao longo do dia. Tente se limitar a três pratos diários para dar ao corpo tempo de queimar o excesso de gordura.
5. Ao montar o prato do almoço ou do jantar, coloque 1/3 de frutas e vegetais crus, 1/3 de vegetais cozidos e 1/3 de carne ou peixe. "Na pirâmide tradicional, presume-se que 1/4 do prato seja de carnes magras, 1/4 de vegetais crus ou cozidos e 1/2 de fontes ricas em carboidratos - arroz, pão, massas, batata", observa André Pellegrini, nutricionista do Centro de Bem-Estar Levitas (SP).
6. As carnes têm de ser magras. Portanto, dê ênfase a peixes, lombo, peito de frango, filé-mignon, lagarto e patinho. Ao prepará-los, use azeite. Mas não aproveite o pouco de óleo que ficar na panela, pois o jeito mais fácil de acumular gordura é ingerindo-o.
7. Aumente o consumo de gorduras ômega - incluindo no cardápio peixes três vezes por semana, por exemplo. O óleo de linhaça também é benéfico, acrescente-o nas carnes após o preparo.
8. Como a primeira refeição diária do homem das cavernas consistia em comer as sobras de carnes do dia anterior, aqui o café da manhã também é rico em proteínas e frutas. Invista nelas!
9. Bebidas alcoólicas não faziam parte da alimentação pré-histórica, mas o vinho pode entrar na dieta com moderação, assim como o café e o chá.
10. Caso sinta fome, lance mão preferencialmente de frutas entre as refeições - em especial as silvestres, mamão, melão e figo. "Tomate, oleaginosas (como castanhas, avelãs e nozes), vegetais crus e camarão sem casca também são permitidos", diz André Pellegrini.

Siga a pirâmide ancestral


Foto: Reprodução Revista MÁXIMA
Esta dieta apresenta sua própria pirâmide de alimentos, que coloca a água em sua base, seguida por proteínas animais, vegetais, frutas, oleaginosas e condimentos (alho, cebola, salsinha etc.). Embora esse regime preconize a ingestão de 50% das calorias diárias vindas das proteínas, há um bom consumo de carboidratos proveniente das frutas e dos vegetais, o que garante equilíbrio.
Como o cardápio tem baixo índice glicêmico, já que não incorpora pães, massas, bolos, tortas nem açúcares processados, em muitos casos contribui para a redução do colesterol e prevenção de diabetes. Pessoas com doenças renais crônicas e hemorrágicas intestinais e gastrite devem antes conversar com um médico.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares da Semana

AVISO IMPORTANTE!!! Muitas fotos são retiradas da Internet, se você detém algum direito autoral sobre alguma foto ou material postado aqui, entre em contato comigo,
eu o removerei ou colocarei os devidos créditos. Obrigada!!!!